Páginas

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Para recordar

Esta foi a primeira planta chilena que tive, do género Copiapoa.

Não soube cuidar dela e está a fazer um ano que a perdi. Um dia, inesperdamente, fui encontrá-la cheia de bolor acinzentado e feita em liquido por dentro.

Sinto sempre uma angústia enorme quando vejo as fotos das plantas de que gostava e que já não tenho, e não me consigo livrar do sentimento de culpa que a acompanha. 

5 comentários:

Sandra Rocha disse...

É assim a vida querida, quando há amor, há uma grande tristeza quando perdemos algo eu sinto o mesmo, todos os cactos que já perdi foi porque cuidei mal deles não lhe dei o amor suficiente :)
Beijos.

Dorisalon disse...

Muy bello...

Cris disse...

Sandra, obg:) Ao menos podemos aprender com os fracassos, por mais que isso custe!

Dorisalon, obrigada:)

ricardo disse...

pero nos queda el recuerdo, yo tambien tuve una chilenita que se fué. saludos

Cris disse...

Hola Ricardo, es un gusto verte por aqui:)
Da siempre mucha pena cuando perdemos alguna planta. Las chilenas creo que son más dificiles, pero asi mismo no desisto de ellas, aunque por veces me de voluntad de no tener mas:)